Assistência Técnica Renault em Arequipa

28/06/2014 17:59

Quando chegamos em Arequipa, já tinha a informação que aqui teria acesso a uma concessionária Renault para realizar a troca do azeite e filtros. Estávamos com tempo para realizar alguns outros trabalhos e, como era quinta-feira, teria que realizar todo o serviço entre outros na sexta-feira. 

Levantamos, coloquei o endereço no GPS e deixei a Jane no Hostal La Mercedes para trabalhar na internet.

Aqui em Arequipa existe mais de uma calle ou avenida com o mesmo nome, o que dificultou um pouco minha localização, porem, parei e perguntei a um shofer de city tour, que me deu a direção correta.

Cheguei ao Centro de Servicio Roberts, que também compõe no grupo BMW, Subaru, Nissan e Renault.

Quem me atendeu foi o Sr. Roberto, e o chefe da mecânica Sr. Antonio. Relatei o principal, troca de azeite, filtros e problemas que haviam ocorrido no decorrer da viagem desde nossa saída no Brasil. Entre outros problemas de pane elétrica, pois o carro não estava carregando a bateria da casa.

O Sr. Roberto disse que não seria problema, pois ele iria chamar um técnico em elétrica e em eletrônica. O pessoal da oficina teve muito trabalho para realizar alguns procedimentos básicos, como levantar o carro para sacar as rodas e verificar freios e suspensão, pois a Master esta cheia de mangueiras e conexões por baixo. Mas, deram um jeito.

Fato interessante foi que inicialmente não me permitiram ficar na área da oficina, para minha segurança. Eu fiquei na recepção aguardando e assistindo pela janela, porém o engraçado foi que, apesar de ter muitas Masters Branca na oficina e na cidade, e de todas serem fabricadas no Brasil e enviadas para o Peru, nunca haviam visto um modelo como a nossa,  uma configuração como a nossa. Somente o modelo mais curto. Ou seja, nosso carro chamava atenção, não somente pelo modelo, como por ser uma Casa Rodante. Nosso carro estava sempre rodeado de funcionários, clientes, mecânicos... Todos queriam saber que carro era e de onde era e como foi feito. Isso me permitia ficar muito tempo na área que não era permitida. A essa altura já tinha passe livre.

Muitas perguntas sobre a viagem e o carro renderam muitas explicações.

O diagnóstico da oficina foi que tudo no carro esta perfeito, foi realizado o necessário. O custo no Peru foi muito melhor. No Chile, em Calama, pagamos R$ 250, 00 reais para o mecânico cortar um pedaço de mangueira, e completar a água do Radiador. No Peru, em Arequipa, pagamos R$ 500,00 para o dia todo de trabalho.

O técnico da eletrônica perguntou o que estava acontecendo. Expliquei tudo o que sabia: onde estavam as coisas e o que não estava acontecendo como deveria. Perguntei se ele entendeu e me disse que sim. Perguntou se eu tinha uma chave para carregar a bateria da casa ou um relê. Disse que tinha um relê, mas não sabia onde estava. Ele respondeu: sim eu já sei onde esta, já o vi. Ele mostrou que estava quase torrando, e não estava funcionando corretamente, pois estava subdimensionado, tinha um de 70 Amp e ele trocou por um de 120 Amp. 

O Claudinei Godoy em Arica tinha me dito que os Peruanos são muito habilidosos, e tinha toda a razão.

A noticia de que tinha uma Casa Rodante feita em uma Master fez com que todos os vendedores da Renault viessem ver, e depois das outras marcas também. Foi uma experiência interessante.

Ao final do dia, todos queiram tirar uma foto com o carro e com a bandeira do Brasil. Ganhamos uns regalos da Roberts também...

Recomendamos a Roberts Centro de Servicios em Arequipa, Peru.