Reencontro com Lora Catterson

08/04/2017 00:00

Chegamos a casa do lago, um dos nosso lugares favoritos nos EUA. E a Lora já estava por lá limpando ao redor da casa. O local é uma grande área a beira do Lago Sam Rayburn, com muitas árvores, e um silêncio maravilhosoo. Só quebrado pelo canto dos pássaros, os esquilos brincando no jardim, um pica-pau fazendo seu trabalho ou os carro que passam na longa ponte que cruza o lago.

A Lora é muito comunicativa e sempre parece muito feliz com nossa presença. Ela é alegre, divertida e gosta de conversar.

Decidimos ajudá-la com a limpeza do terreno, já que ela nos permitiu ficar por aqui sem nos cobrar nada.

Juntos almoçamos, jogamos sequence, limpamos o quintal e até capturamos cobra e ainda fomos a Lufkin, cidade que fica há 60 km, para fazer compras, duas vezes.

Ontem ainda fomos nós duas e pudemos conversar um pouco mais, ela contou da sua história e passamos duas horas bem agradáveis juntas.

Mas o gratificante e surpreendente foi ouvir dela que somos sempre benvindos aqui. Que nossa presença a deixa em paz e que está muito feliz que estamos por aqui. “mi casa es su casa” –  disse ela, arranhando um espanhol. Expressar amor e interesse, seja limpando um terreno, se importando ou fazendo companhia não tem preço!

Somos muito gratos a Deus por podermos estar aqui e a Lora por nos permitir ficar por aqui!